Home

Cuidados com o excesso de treinos

O overtraining é comum para diversos atletas. É essencial saber diferenciar o foco e a determinação da euforia e a busca imediata por bons resultados.

1200x900_Prevencao

Tendo maior incidência em corredores de média e longa distância, o overtraining acontece quando o atleta faz mais exercícios do que seu corpo é capaz de aguentar. Insônia, lesões agudas e crônicas, desequilíbrio do sistema hormonal, queda da performance e alteração da pressão arterial são apenas alguns dos sintomas deste problema.

O essencial é que o atleta conheça os seus próprios limites, para saber diferenciar o treino forte de um overtraining. Diferentemente do treino intenso e dinâmico, em caso de overtraining, o atleta não chega à parte fundamental do seu treino e, se consegue, o corpo “reclama” do começo ao fim. Desta forma, se estiver com este problema, a solução é simples: por mais que quebre o ritmo do atleta, a redução drástica e até a interrupção dos treinos pode reverter o quadro e os consequentes problemas.

Já para quem está treinando para voar nas provas curtas, a preocupação com o repouso e com a alimentação é essencial. Treinos com tiros, por exemplo, são muito desgastantes. Desta forma, a reposição de nutrientes e o descanso são essenciais para prevenir lesões leves e algumas até mais graves (como a fratura por stress, por exemplo).

Atividades complementares como a musculação, por exemplo, também precisam ser feitas com algumas ressalvas. Para quem busca desempenho e velocidade, malhar vai deixar seus músculos mais resistentes, podendo desenvolver sua resistência a treinamentos mais intensos. No entanto, os cuidados são os mesmos: é importante ter tempo para descansar e se alimentar de forma mais criteriosa.

POST (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *