Home

A Copa do Mundo e seus protagonistas.



Dentre títulos, gols, heróis e vilões, as edições da Copa do Mundo protagonizam diversas histórias e marcas. Todo brasileiro se lembra do gol de Ronaldo na final da Copa do Mundo de 2002, que fez com que o atacante se tornasse o artilheiro das Copas: 15 gols em todas as edições que participou, incluindo 8 só na edição do Penta. O centroavante alemão Klose ainda busca ultrapassar Ronaldo, já que tem 14 gols e ainda está em atividade, podendo jogar na Copa de 2014 no Brasil.

Maradona protagonizou um dos lances mais polêmicos das edições das Copas: nas quartas de final da Copa de 1986, o argentino afirmou que a “Mão de Deus” o tinha ajudado a marcar o gol, onde, em disputa pela bola com o goleiro inglês, esticou o braço e balançou as redes. Vilão para os italianos e herói para os brasileiros, Roberto Baggio liderou a azurra até a final da edição de 1994, mas perdeu o último pênalti, frente a Taffarel, e o Brasil foi tetracampeão.

Todos se lembram de capitães icônicos, que realizam o sonho de inúmeros jogadores de levantar a taça da Copa do Mundo. Iker Casillas, goleiro do Real Madrid levantou pela Espanha em 2010, o zagueiro Fabio Cannavaro pela Itália em 2006, o lateral Cafu pelo Brasil em 2002. Deschamps pela França, em 1998, Maradona pela Argentina em 1986, Matthaus em 1990 pela Alemanha Ocidental. Carlos Alberto Torres pelo Brasil levantou a taça na campanha do tri da Seleção em 1970, após marcar o quarto gol na final contra a Itália, que é considerada uma das melhores partidas da história.

Tantos heróis, vilões, momentos polêmicos, gols marcantes. Listamos aqui alguns dos momentos marcantes das Copas, dentre muitos outros, com seus protagonistas. Acha que faltou algum, apaixonado por futebol? Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Tags: