Home

Aquecimento Londres 2012 – Por dentro dos arremessos e saltos

Você sabia que o salto triplo é uma das categorias de maior sucesso no atletismo brasileiro? Conquistamos nada menos do que seis medalhas olímpicas ao longo da história, das quais, duas de ouro com Adhemar Ferreira da Silva! E o salto triplo é apenas uma das 20 modalidades do atletismo. Na última semana, falamos sobre as categorias que envolvem as corridas. Agora, vamos detalhar os saltos e arremessos. Fique por dentro:

- Arremesso de dardo: Consiste no lançamento, após uma corrida em linha reta, de um bastão – para os homens, esse bastão mede 2,60 metros e pesa 800 gramas e, para as mulheres, mede 2,20 metros e pesa 600 gramas. A partir do ponto de lançamento, duas linhas de 90 metros de distância formam o campo de arremesso. Todos os lançamentos devem cair entre essas duas linhas.

- Arremesso de disco: O atleta deve segurar um disco plano contra os dedos da mão e antebraço. Depois, deve girar sobre seu corpo em uma área circular de 2,5 metros de diâmetro e lançar o disco para frente na maior distância possível. O disco é feito de metal, pesa 2 quilos e mede entre 219 e 221 milímetros de diâmetro para as provas masculinas. Já para as provas femininas, o disco pesa 1 quilo e possui diâmetro de 180 e 182 milímetros.

Foto: Federação Paulista de Atletismo / Divulgação

- Arremesso de peso: Os atletas devem arremessar uma bola sólida de metal a partir de um círculo de 2,1 metros de diâmetro. Para os homens, o peso da bola é de 7,26 quilos e, para as mulheres, é de 4 quilos. As regras do esporte mudaram com o passar do tempo, tanto que em sua primeira participação olímpica, nos Jogos de Estocolmo, na Suécia, em 1912, o lançamento podia ser feito com as duas mãos, o que hoje não é permitido.

- Arremesso de martelo: O objetivo do atleta é lançar para frente uma bola de ferro presa a um arame metálico com uma alça na extremidade. Este equipamento pesa 7,26 quilos a partir de uma base que tem 2,1 metros de diâmetro. Para o lançamento, o atleta pode dar três giros com o martelo sobre a cabeça para ganhar impulso e depois mais três giros em alta velocidade em torno do eixo do seu corpo antes de efetuar o lançamento. Se o martelo cai no terreno dentro de um ângulo de 90 graus, o arremesso é considerado válido.

-Salto com vara: Os atletas correm em uma distância de 45 metros usando uma barra flexível cujo tamanho varia de acordo com a sua altura. Todos eles tentam superar uma barra horizontal. Cada vez que conseguem, a altura da barra sobe e eles têm três novas tentativas para superá-la. Com origem na Inglaterra, a categoria é tradicional nos países do leste europeu.

- Salto em altura: Os atletas devem saltar sobre uma barra horizontal suspensa por dois suportes verticais separados por 4 metros de distância. O atleta tem direito a três tentativas. Caso consiga, a barra é elevada alguns centímetros para a realização da próxima série. Para executar o salto, os atletas correm em alta velocidade até a barra, giram o corpo enquanto começam a se elevar e tentam superar o obstáculo de costas, antes de cair no colchão de proteção.

- Salto em distância: Cada atleta tem três tentativas para correr em linha reta e saltar, antes da borda frontal da marca de pulo, alcançar a máxima distância possível. Para ganhar impulso, o atleta pode colocar os pés para frente antes de cair na caixa de areia. O salto é medido, em linha reta, desde a marca de pulo até a marca mais próxima feita por qualquer parte do corpo do atleta no espaço de areia em que ele cai.

- Salto triplo: Os atletas devem alcançar a maior distância possível após uma série de três saltos. Eles correm em linha reta, saltam duas vezes com um pé só a partir de uma marca na pista até se lançarem com os pés em uma caixa de areia. Presente nos Jogos desde Atenas em 1896, o salto triplo é a categoria de maior sucesso no Brasil. Nada menos do que seis medalhas olímpicas foram conquistadas ao longo da história, das quais duas de ouro com Adhemar Ferreira da Silva, em 1952, nos Jogos Olímpicos de Helsinque, na Finlândia e em 1956, nos Jogos Olímpicos de Melbourne, na Austrália.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Copyright © 2003-2011 - Centauro.com.br. Todos os direitos reservados.