Home

Os riscos de malhar em jejum

Já imaginou acordar e ir direto para a academia, sem tomar café da manhã? O AEJ (aeróbico em jejum) é a nova moda entre os fisiculturistas e praticantes da malhação. Mas, segundo especialistas, a mais nova estratégia de emagrecimento pode não ser tão eficiente e saudável assim.

O AEJ se baseia na ideia de que, após uma noite inteira sem comer e com estoque baixo de carboidrato, o exercício feito antes do café da manhã usaria gordura como fonte principal de energia.

Porém, o limite entre usar uma ou outra fonte de energia é tênue. Dependendo da intensidade do exercício, são usadas fontes de energia diferentes durante as atividades físicas, como a energia dos carboidratos, que vem do fígado e dos músculos; da gordura, que vem do tecido subcutâneo, visceral e músculos; da proteína, proveniente dos músculos.

Caso o organismo consuma as reservas de açúcar, há risco de hipoglicemia, com sintomas como tontura, suor frio e desmaios. Em atividades prolongadas, há maior chance de perda de massa magra (músculo).

Portanto, segundo médicos, trata-se de uma técnica que deve ser adotada em situações extremas, por pessoas com acompanhamento, pois os riscos podem superar os benefícios.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>