Home

Abandonando o cigarro

Dia 31 de Maio foi celebrado o “Dia Mundial Sem Tabaco”. A data foi criada em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar sobre as doenças e riscos do tabagismo. No Brasil, o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), órgão do Ministério da Saúde, é o responsável pela divulgação da data.

Diversas palestras e exposições foram realizadas em várias cidades ao redor do Brasil, para instruir e alertar o público sobre os riscos do tabagismo, e auxiliar ao máximo a prevenção e o tratamento. De acordo com dados do Ministério da Saúde, a parcela da população brasileira acima de 18 anos que fuma caiu 20% no período entre 2006-2012. A quantidade de fumantes passivos também diminuiu: de 12% para 10% no mesmo período.

De acordo com a OMS, ocorre uma morte a cada seis segundos pelo uso e exposição ao tabaco no mundo. Entretanto, 22% da população com mais de quinze anos são fumantes e 78% é não fumante – o que indica que não fumar está mais normativo que o oposto.

A combustão do tabaco resulta em quase cinco mil substâncias químicas transportadas até o pulmão, podendo trazer complicações respiratórias e até doenças, como câncer, úlcera, hipertensão arterial aneurismas, além de doenças bucais e oculares. Estatísticas revelam que fumantes, comparados a não fumantes, apresentam risco dez vezes maior de adoecer de câncer de pulmão, cinco vezes de sofrer infarto, bronquite crônica ou enfisema pulmonar e duas vezes maior de sofrer derrame cerebral.

O Ministério da Saúde oferece o Programa Nacional de Controle ao Tabagismo (PNCT) como auxílio ao tratamento contra o fumo no país. Atualmente, há mais de 23 mil equipes de saúde em 4.375 municípios brasileiros capacitadas para auxiliar aqueles que desejam parar de fumar. O abandono progressivo também pode ser aliado aos exercícios, com uma caminhada básica de início e ir aumentando o ritmo gradativamente – na medida em que seu organismo permitir, mesmo que lentamente, e realizar o exercício de três a quatro vezes por semana.

Conheça o site oficial da campanha do INCA e saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>