Home

Remo: medalha para o Brasil e saúde para o corpo

O Brasil contabilizava 41 medalhas na história do Pan pelos atletas de remo. Nenhuma feminina. Na última quarta-feira, Fabiana Beltrame quebrou esse tabu e conquistou uma medalha inédita para o país: a prata no remo feminino. Campeã mundial de 2011, a remadora queria o ouro para provar o favoritismo, mas mesmo no segundo lugar, nos encheu de orgulho e já foca nas Olimpíadas de Londres, em 2012.

A modalidade do remo é uma das mais antigas dos jogos olímpicos. Praticada em barcos estreitos, os remadores utilizam os remos para, de costas,chegar até um local previamente estabelecido pela organização. Com todo o esforço, o corpo dos atletas fica definido e modelado. Isso porque o remo mexe com o corpo inteiro. “É uma atividade completa: trabalha 80% dos músculos do corpo”, garante Fernando de Campos Mello, Supervisor Técnico de Remo do Esporte Clube Pinheiros, ao portal Ig.

Os iniciantes podem perder até 800 calorias por hora de treino. Já os atletas profissionais, como Fabiana Beltrame, queimam em torno de 3 mil calorias. Isso mesmo, 3 mil! Não é a toa que Fabiana mantém o corpo impecável mesmo depois de uma gravidez.

Outro ótimo motivo para praticar o remo é desenvolver a coordenação, o ritmo e a cooperação mútua. Nas provas praticadas com dois, quatro ou oito remadores, os movimentos precisam estar em perfeita sincronia para não atrapalhar os colegas do grupo e conseguir fazer o melhor tempo até a meta.

Além disso, a modalidade é própria para o verão. Em contato com a natureza, o uso do protetor solar e de um bom óculos de sol é imprescindível! A Centauro tem o caiaque para você começar seus treinos. Inspire-se em Fabiana e mãos à obra!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>