Home

O caminho do San Lorenzo na Libertadores

1200x900_campeão

Foto: Brazil Photo Press/Folhapress

Qual o segredo de um time campeão? Um tiki-taka bem armado, com volantes comandando o passe no meio? Uma retranca com um sistema defensivo sólido? Um 4-3-3 ofensivo com um centroavante e dois atacantes habilidosos?

A verdade é que, no final das contas, não há fórmula para o sucesso, e mesmo times sem campanhas extraordinárias podem ser campeões. E o San Lorenzo, time com a segunda pior campanha da Libertadores, levantou a taça após vencer a final contra o Nacional-PAR, time com a pior campanha da competição na última quarta, 13 de Agosto.

A equipe argentina garantiu a primeira Libertadores de sua história e ainda quebrou a sequência de quatro anos consecutivos com equipes brasileiras sendo campeãs do torneio. E o caminho não foi fácil: na fase de grupos, o San Lorenzo se classificou com duas vitórias, dois empates e duas derrotas. Nas oitavas, o Grêmio foi a vítima do Ciclón. Nas quartas de final, o Cruzeiro ficou pelo caminho. Na semifinal o Bolívar não teve chances.

Na grande final, o Nacional-PAR recebeu o clube argentino, e empatou a primeira partida da final por 1 a 1. O segundo jogo, no Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, teve a vitória por 1 a 0, e o San Lorenzo levantando a taça.

Sem alcançar uma vitória sequer fora de casa durante toda a competição, com apenas 16 bolas finalizadas, ótima postura defensiva a partir das oitavas e uma taxa de aproveitamento de 52,4% dos pontos, o Ciclón se juntou aos outros cinco grandes Argentinos (Boca Juniors, River Plate, Independiente, Racing e Estudiantes) como vencedor continental.

Edgardo Bauza, técnico campeão com o San Lorenzo, que já tinha um título da Libertadores de 2008 com a LDU, exaltou a qualidade da equipe, a capacidade de buscar resultados e segurar placares quando necessário. E, mais do que a própria técnica, ele exaltou a união da equipe e a consagração de um sonho. “Eu propus aos jogadores sonhar em ganhar isso e eles acreditaram. Sou uma pessoa que acha que para ganhar algo, precisa primeiro sonhar. Não há outra forma.”, afirmou o técnico.

post (4)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>