Home

As pérolas disparadas pelos jogadores nas entrevistas

Quem é apaixonado por futebol já sabe: apesar das maravilhas com a bola nos pés, alguns jogadores não se dão bem na frente das câmeras, seja numa coletiva de imprensa, ou dando uma entrevista ainda nos gramados, antes, durante ou depois de um jogo. Além das frases clássicas que todo jogador já tem na ponta da língua – Poderíamos ter atuado melhor, mas o importante é garantir os 3 pontos; Não jogamos bem, mas agora é manter a cabeça erguida e focar na próxima partida, etc.-, vamos mostrar algumas declarações um tanto quanto bizarras, que entraram para a história do mundo da bola!

Vamos começar com um ícone do futebol brasileiro: depois de uma atuação ruim, Túlio Maravilha soltou a seguinte frase: “Eu sentia que estava saindo das minhas características e isso me prejudicava. O melhor é simplificar. Mas é difícil fazer o fácil.”. É, Túlio… Fácil é fazer o difícil!

A próxima frase já virou um clássico na boca dos apaixonados por futebol! O atacante Jardel, ídolo do Grêmio, certa vez, falou o seguinte: “Clássico é clássico, e vice-versa!”. A breve citação mostra o estrago que apenas algumas palavras podem fazer. Jardel é lembrado até hoje por causa da célebre frase!

Mas, o Rei das pérolas nas entrevistas do mundo da bola até agora, é o Nunes, ex-centroavante do Flamengo. Dentre as frases da figura, estão: “Não moço, meu estado não inspira gravidez, não…”; “Graças a deus, tive sucesso tanto na minha vida futebolística quando na minha vida humana.”; “Bem, eu chutei, ela foi indo e…iu!”. Inspirador, não?

Diz aí, apaixonado por futebol! Qual foi a frase que mais lhe emocionou? Deixe aqui o seu comentário!

2 comentários para As pérolas disparadas pelos jogadores nas entrevistas
  1. Danilo disse:

    Ta faltando muitas ai. E o Dimba que falou que o jogo era caso de “FMI” querendo dizer FBI, porque, segundo ele, o juiz tinha roubado para o adversario.. E algum jogador ai q foi jogar e, Belem do Pará e disse que se sentia honrado por jogar na terra onde Jesus nasceu. alem de um grande jogador que disse, ao fim de uma partida, ao comentar um lance em que não alcançou a bola: “nem se eu tivesse dois pulmões eu alcançava aquela bola” hahahaha são muitas frases toscas…

  2. João Nunes disse:

    Do Waldomiro jogador do Inter de Porto Alegre, quando foi jogar contra o Paysandu em Belém do Pará na década de 70: ” Estou muito feliz em jogar na cidade que Jesus nasceu”. Toin……

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>